-->

In Dj Meck Beat Remix Tecnobrega Ritmo nortista Sound System Tecnofunk Tecnomelody Tonny Brasil

Remix Tecnobrega - História do ritmo que conquistou o Pará - Tecnobrega


Da terra do tacacá, do açaí e pato no tucupi, vem o ritmo que virou febre no Pará, e conquistou o Brasil, com Gaby Amarantos e Gang do Eletro.

O ritmo Tecnobrega é oriundo de Belém do Pará, é um estilo original criado por músicos e Djs paraenses que aproveitaram a popularidade do Brega Calypso, para desenvolver um ritmo novo, mais eletrônico e dinâmico, voltado para tocar em aparelhagens (Paredão Sonoro).

A partir daí as aparelhagens espalharam o Tecnobrega numa velocidade impressionante, caindo assim no gosto do público por ser algo extremamente contagiante, alegre, dançante. O Tecnobrega ganha a cada dia mais espaço no caldeirão de ritmos que o Brasil possui, esse ritmo que surgiu nas periferias de Belém, através do cantor de brega Tonny Brasil, e também os Djs Leo e David de Santa Isabel, usando como ferramenta de trabalho o computador e teclados sintetizadores, sob forte influência da Euro Dance, que no Estado era cultuado nas principais baladas e também nas festas de aparelhagem na década de 90.

Histórico passado recente

Os CDs das bandas eram feitos em home estúdios independentes, sendo prensados lá mesmo e distribuídos aos camelôs das feiras de bairros da cidade, como o popular Ver-o-Peso, os valores eram bem acessíveis garantindo assim uma vazão do produto em larga escala, impossível de se quantificar o número exato de vendas.

As rádios da cidade demoraram muito a divulgar esse novo ritmo nas suas programações, por motivos que todos nós sabemos - não tinha jabá - então o principal veículo de propagação do Tecnobrega foi e continua sendo as FESTAS DE APARELHAGENS, e agora também com a popularização da Internet, pois o espaço nas rádios continua muito abaixo do desejado.

Origem do Tecnobrega

Não custa também ratificar que o Tecnobrega é um ritmo vindo da periferia, produzido e divulgado por gente muito humilde vindos da periferia, sem acesso aos principais palcos, mas que graças a sua força e popularidade alcançou destaque nacional. Um movimento que nasceu no coração das comunidades do Guamá, Terra Firme, Cremação, Santa Izabel hoje é consumido pelas classes mais altas, atraindo as grandes gravadoras nacionais que já contrataram alguns artistas que promovem o Tecnobrega.

Já está presente na cultura paraense, não tem como negar que esse ritmo veio pra ficar e é fruto da criatividade e do talento nato povo do Pará. Se tornou mais emblemático e presente que o Carimbó em algumas regiões do Estado. As festas de aparelhagem levam um público cada vez maior pra curtirem e dançarem esse ritmo. Várias bandas surgiram, e ainda surgem com a proposta de difundirem nos seus shows o Tecnobrega. A coisa tá tão avançada, que ele se subdividiu em outras vertentes, como o Tecnomelody, Eletromelody, Tecnofunk e mais recentemente o Trap no Brega.

Resistência e auto afirmação 

Por tudo isso, podemos considerar o Tecnobrega um verdadeiro fenômeno, pois não precisou das mídias convencionais/oficiais para se estabelecer e conquistar seu público, pois procurou meios alternativos para alavancar sua potência de alcance das massas, e outra coisa, é um ritmo vivo que se reinventa e se adapta a atualidade, não fica preso no passado, graças aos Djs produtores que são "ratos de internet", pela dedicação e amor por esse ritmo. As músicas são produzidas aos milhares todos os meses, quase que impossível mensurar a quantidade exata. 

Esse Remix feito pelo Dj Meck Beat, para a faixa “Isso é amor” de Tonny brasil. Inaugurando o estilo Tecnobrega Progressivo do estado do Pará. Será que essa nova onda pega por aqui ?

Há lembrando que as artes que estampam o vídeo e a imagem da matéria, foi obra do seu Maestro dos Beats aqui, pois é, ainda sigo fazendo minhas edições.


Related Articles

0 comentários:

Postar um comentário